Arquivos

Consolados para Consolar

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação;que nos consola em toda a nossa tribulação,para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.(2 Coríntios)

BENDITO

Na maioria das vezes que o sofrimento bate à nossa porta ficamos sem entender as razões. Geralmente ficamos irritados e rejeitamos. Um filho de Deus deve encarar o sofrimento de outro jeito caso queria encontrar nele algum benefício. O apóstolo Paulo, que sofreu bastante por causa do evangelho, reagia bendizendo e exaltando o nome do Senhor. Ele sabia, de alguma maneira, que os sofrimentos provinham de um Pai misericordioso e que sabia exatamente aonde queria chegar.
Nós não somos filhos bastardos, filhos sem pai. Nós temos um Pai que, por nos amar, permite que passemos por determinados sofrimentos, a fim de mostrar nossa condição espiritual. Muitas vezes achamos que tudo está bem conosco; imaginamos que estamos fazendo a vontade de Deus, que estamos corretos em nossa posição, olhamos para o nosso serviço ao Senhor e nos orgulhamos por considerá-lo maravilhoso. Nosso coração também por vezes fica duro como uma pedra. se não fossem os sofrimentos que Deus permite em nossa vida para revelar nossa verdadeira condição, ficaríamos enganados.
Entretanto, aquele que abre a ferida é o mesmo que a vem untar. Sim, os sofrimentos podem resultar em choro, tristeza e angústia. Mas não nos esqueçamos de que temos o Deus da consolação. Ele é o pai amoroso que sempre vem enxugar as lágrimas e, o mais importante, Se acrescentar a nós. Se tivermos uma atitude correta com relação ao sofrimento, ele funcionará como uma chave que abre nosso ser para o Senhor entrar. E, quando Ele entra, podemos sentir o consolo, o suprimento e Seu grande amor nos transformando à imagem de Cristo.
Os melhores consoladores são aqueles que já foram consolados. É muito ruim falarmos de nossa dor e angústia para uma pessoa que demonstra não estar entendendo nada. Mas, se alguém foi provado com sofrimentos pelo Senhor e, em vez de lutar contra a situação, nega a si mesmo, busca a luz para descobrir o que o Senhor está falando e volta-se a Ele em comunhão, em oração, aceitando a disciplina, certamente essa pessoa experimentará o consolo do Senhor. É esse tipo de pessoa que pode ajudar outras. Os sofrimentos são um tipo de linguagem de Deus que só podemos decodificar no Espírito.

Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

(Jornal Árvore da Vida nº 258)

"Resolvi ser missionário"

 

88

 Um dia, apresentou-se a Spurgeon um maquinista de trem com o seguinte plano: – Senhor
Spurgeon, resolvi ser missionário. – Qual é, porém, seu emprego, irmão? indagou Spurgeon, interessado.
    – Sou maquinista de trem. – E seu ajudante de bordo já é cristão? – Não, senhor. Trata-se de um bom homem, mas ainda não é um cristão. – Pois aí está, meu irmão, seu campo missionário! concluiu Spurgeon, com simplicidade.
     De fato, o evangelho, antes de ser um assunto relativo à obra, é algo ligado à vida. Onde estivermos, aí estará nosso campo de evangelização;nossa vida deve ser uma vida pelo evangelho. Primeiro, é necessário que sejamos fiéis no pouco que Deus nos encomenda, para serem-nos encomendadas incumbências maiores. Sejamos aprovados no pouco, devotemos nossa vida pelas pessoas com as quais mantemos contato no cotidiano, oremos diariamente por elas,jejuemos a seu favor. caiamos dejoelhos em intercessão diante do trono da graça, choremos por sua sorte, deixemos o sono por sua causa, rasguemos por elas nosso coração e anunciemos-Ihes o evangelho: eis o que Deus se agrada que cumpramos fielmente no presente momento.

Jornal Árvore da Vida